Sobre a Comissão

Comissão de Pós-Graduação – CPG tem a incumbência de traçar as diretrizes e zelar pela execução dos programas de pós-graduação, bem como coordenar as atividades didático-científicas pertinentes, no âmbito da Unidade, obedecida a orientação geral estabelecida pelos Colegiados Superiores. A constituição e atribuições da Comissão estão previstas no Estatuto e Regimento Geral da Universidade de São Paulo – USP e no Regimento da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – FMRP.

Destaques

Programas de Pós-Graduação

O Programa de Biologia Celular e Molecular tem como objetivo capacitar profissionais para atuar nas áreas de fronteira em pesquisa e ensino superior.

Os orientadores do programa investigam temas e modelos biológicos distintos onde empregam abordagens experimentais e formulam questões biológicas que podem ser situadas na fronteira do conhecimento em Biologia Celular e Molecular. Assim, as ferramentas biológicas e computacionais da era pós-genômica são empregadas para estudar o câncer, diferentes aspectos da biologia de organismos unicelulares e metazoários, a interação entre patógenos e hospedeiros, além de processos celulares fundamentais que vão do tráfego intracelular e secreção ao citoesqueleto e motores moleculares. Outras formas de investigação como a geração e o emprego de organismos transgênicos, a utilização de um parque de equipamentos voltados para o processamento de imagens in vitro e in vivo também compõem um rico ambiente multidisciplinar.

http://posbiocel.fmrp.usp.br/

O Programa de Pós-Graduação em Bioquímica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP completará 50 anos em 2021 como Programa de excelência na CAPES (conceito 6). A alta produtividade científica dos 21 grupos que compõem nosso Programa é reflexo de um corpo docente altamente qualificado, a maioria bolsistas de produtividade do CNPq. Grande parte dos nossos docentes mantém colaboração com pesquisadores e instituições de renome no Brasil e no exterior, proporcionando ótimas oportunidades de intercâmbio para nossos pós-graduandos. Parte deste sucesso se deve ainda a transformação dos nossos laboratórios de pesquisa em polos de tecnologias modernas, graças a busca contínua de nossos orientadores para ampliação e modernização de nosso parque de equipamentos, vários deles operados como multiusuários. Estamos apoiados por diversas fontes de financiamento, em um ambiente rico de inovação na pesquisa básica, translacional, biotecnologia e bioenergia. A combinação dessas frentes tem permitido que Docentes, Discentes e Egressos de nosso Programa contribuam significativamente para o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação em áreas prioritárias para o país e para o mundo. 

http://pgbioquimica.fmrp.usp.br/

O programa “Ciências da Saúde Aplicadas ao Aparelho Locomotor” é oferecido aos estudantes de pós-graduação que tenham interesse na pesquisa dos diferentes aspectos do sistema locomotor. Cursos strictu sensu são oferecidos nos níveis Mestrado e Doutorado. São bem-vindos especialistas de diferentes formações como cirurgiões ortopédicos, neurologistas, fisiatras, radiologistas, fisioterapeutas, físicos, engenheiros, etc. O objetivo é formar recursos humanos de alta qualidade para atividade nos campos de ensino e pesquisa bem como desenvolvimento cientifico e tecnológico.

http://pglocomotor.fmrp.usp.br/sobre-o-programa/

O curso de pós-graduação senso estrito, tanto em nível de Mestrado como de Doutorado, foi iniciado em 1971, período em que o Departamento era Chefiado pelo Prof. Dr. Sylvio de Vergueiro Forjaz. Até então, a obtenção do título de Doutor dependia da defesa de uma tese orientada por um tutor, mas não havia a exigência do acúmulo de créditos referentes ao atendimento a um curso formal. Com a mudança, na nova modalidade de ensino, buscava-se a formação de docentes baseada não apenas na preparação pedagógica, mas, sobretudo, na preparação do pesquisador. Tanto as disciplinas ministradas, quanto as teses e dissertações desenvolvidas estão relacionadas diretamente com as linhas de pesquisa do docente orientador.

O programa de pós-graduação do departamento foi recentemente re-estruturado, não só para acompanhar a evolução que vem ocorrendo na área de conhecimento como também para se adequar à reestruturação departamental que criou o Departamento de Cirurgia e Anatomia. A reestruração incluiu, na área de concentração em Clínica Cirúrgica, a criação de duas opções distintas: Cirurgia e Morfologia e Medicina Experimental.

http://pgcirurgia.fmrp.usp.br/

O programa de Pós-graduação em Clínica Médica, um dos primeiros em clínica no Brasil, tem como objetivo geral proporcionar a formação cientifica aprofundada a pesquisadores, visando desenvolver competências técnica, cientifica e ética no âmbito da investigação, ensino e assistência na área da saúde.
Uma vez que os saberes dentro da Clínica Medica são muito abrangentes, a multi- e interdisciplinaridade são características marcantes.
Os eixos centrais da estrutura curricular estão focados na ministração de disciplinas acerca dos mecanismos associados com: i) produção de doenças em adultos e idosos, ii) procedimentos de investigação em doenças, iii) tratamento de doenças com base nos mecanismos patogênicos. Em paralelo, face à constante preocupação com a qualidade do ensino em saúde e, à avaliação formativa e somativa dos alunos, o programa tem também focado o eixo da educação em saúde.
Inicialmente, o programa admitia apenas médicos, visando estudos focados na prevenção, promoção e tratamento das doenças. Coincidindo com a criação dos Cursos de Terapia Ocupacional, Fisioterapia, Informática Biomédica, Nutrição e Metabolismo na FMRP USP, houve a expansão do perfil de alunos permitindo a participação de alunos não médicos, expandido a inter e multidisciplinaridade.

http://ppgclinicamedica.fmrp.usp.br/

O programa de Pós-Graduação em Farmacologia visa promover o desenvolvimento do espírito científico dos alunos e sua familiarização com as informações atualizadas das várias áreas da Farmacologia, capacitando-os, desta forma, a exercerem de forma crítica atividades de docência e pesquisa.

Para atingir estes objetivos, são desenvolvidos no programa projetos de pesquisa empregando desde abordagens farmacológicas clássicas até técnicas mais recentes de biologia molecular.

Desde a sua criação, a proposta primordial de nosso PPG é oferecer um sólido embasamento teórico e de experiência de pesquisa de bancada para indivíduos vocacionados à carreira científica. Para isso, nosso corpo docente mantém atuação marcante na investigação dos mecanismos fisiológicos e fisiopatológicos nas áreas de Fisiologia Cardiovascular, Endócrino e Metabolismo, Renal, Neurofisiologia, Respiratório, Fisiologia Sináptica e Biofísica e Digestório.

http://ppgfisiologia.fmrp.usp.br/

O programa de pós-graduação tem como objetivos aprimorar a formação de docentes do ensino superior, formar pesquisadores e preparar profissionais especializados em algumas sub-áreas da Genética, configuradas pelas linhas de pesquisa dos docentes permanentes do curso.
 
Os laboratórios onde os alunos desenvolvem suas pesquisas são bem montados, recebendo sistematicamente alunos e/ou docentes de outros cursos de pós-graduação que desejam implantar, em suas universidades, as técnicas praticadas na Genética da FMRP. Do aluno candidato ao título de Mestre, a Área espera basicamente uma boa formação em nível de profissional do ensino; para tanto, exige-se do aluno a integralização dos créditos em disciplinas de caráter mais abrangente; o candidato ao título de Doutor é orientado para cumprir disciplinas mais especializadas, tanto dentro da área de concentração como em outras áreas relacionadas com seu projeto individual de pesquisa.

http://rge.fmrp.usp.br/pgnovo/

O Programa de Pós-graduação em Ginecologia e Obstetrícia possui uma área de concentração: Ginecologia e Obstetrícia e duas opções: Biologia da Reprodução para médicos de outras especialidades e para não médicos e Tocoginecologia para médicos especialistas em Ginecologia e Obstetrícia.

O Programa de Pós-graduação em Ginecologia e Obstetrícia da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) está localizado na região Sudeste do país. Na classificação da Capes nosso Programa pertence à área da Medicina III e foi o segundo Programa da área criado no país, conquistando neste último quadriênio de avaliação o conceito seis.

O Programa de pós-graduação em Imunologia Básica e Aplicada foi criado no ano de 1990 e visa formar profissionais diferenciados que atuem nas áreas de Imunologia Básica e Aplicada e Bioagentes Patogênicos.
Atualmente, mais de 25 docentes credenciados no Programa desenvolvem projetos científicos envolvendo imunologia básica, biotecnologia, imunoregulação, células-tronco, imunogenética, estudo da relação parasito-hospedeiro, aspectos moleculares de parasitos, vírus, fungos e bactérias. Somado a isso, colaborações entre institutos de pesquisa nacionais e internacionais oferecem um clima harmônico para o desenvolvimento científico do Brasil, que reflete em publicações de nível internacional e na melhoria da infraestrutura técnico-científica do Programa.

O CCIFM inclui as mais diferentes áreas de Imagem Médica Diagnóstica e Terapêutica, além da Medicina Nuclear, Radioterapia e Física Médica, tendo competência para enfrentar toda a complexidade do exercício destas especialidades. Seus profissionais estão ligados a Sociedades Representativas da Categoria, nacionais e internacionais. O CCIFM do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto/USP há duas décadas desenvolve projetos de pesquisa nas áreas de Radiologia Médica, Neurologia, Física Médica, Clínica Médica e em diferentes especialidades clínicas e cirúrgicas, contribuindo para a formação de técnicos, especialistas, médicos, mestres e doutores. Neste programa estão contempladas disciplinas básicas e aplicadas, de caráter multidisciplinar, que objetivam a formação de um profissional com uma visão integrada das aplicações da Imagem Médica, em seus aspectos básicos e avançados (quantitativos).

O programa de Mestrado Profissional em Hemoterapia e Biotecnologia tem por objetivo a formação e especialização técnico-científicas sólidas de profissionais nas suas respectivas áreas com capacidade de identificar problemas, criar soluções novas e contribuir para o desenvolvimento do seu local de trabalho. O intuito final é inserção profissional em colocações de ponta de seus egressos, formando líderes em suas respectivas áreas de trabalho.

O programa busca também a especialização de um profissional capaz de participar do desenvolvimento e promoção da saúde no Brasil tornando-o apto para executar atividades que possibilitem a continuidade de sua formação e especialização.

https://sites.usp.br/pgmphb/

O Mestrado Profissional de Gestão de Organizações de Saúde (GOS) tem por finalidade atender à crescente demanda da sociedade para qualificação de profissionais que possam atuar na gestão do sistema de saúde brasileiro.
Além disso, procura dar formação científica e tecnológica aos alunos para que possam objetivamente, com o uso dos métodos científicos e epidemiológicos, resolver os problemas da sociedade brasileira, com qualidade e competência, especificamente, na gestão do sistema de saúde.
Busca também transferir conhecimentos científicos e tecnológicos gerados na universidade, no campo da medicina, saúde coletiva, ciências farmacêuticas, economia da saúde, administração e direito sanitário para a sociedade brasileira.

.

A implantação do Mestrado Profissional em Medicina foi motivada pela necessidade de aprimoramento da formação dos médicos residentes, de maneira a atender às demandas do mercado de trabalho atual de profissionais com capacidade de análise crítica da produção científica e tecnológica da sua área, conhecimento de políticas públicas de saúde, e autonomia no gerenciamento da sua atuação profissional. Resumidamente, tem como objetivo geral o desenvolvimento de habilidades e competências que capacitem o médico para a modificação e aprimoramento das práticas em saúde. Os docentes possuem sólida formação técnico-científica, associada à pratica assistencial em saúde, com experiência na organização de serviços, estabelecimento de protocolos clínicos e desenvolvimento de novas tecnologias em Saúde.

sites.usp.br/mpmed/

Somos um Programa de Pós Graduação, no nível de Mestrado Profissional, centrado na Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP-USP) e no Hospital das Clínicas da mesma instituição (HCFMRP-USP), que tem como objetivo principal formar mestres profissionais habilitados para desenvolver atividades e trabalhos técnico-científicos em temas de interesse público*, mais especificamente em áreas de conhecimento da especialidade: Neurologia

O Curso busca a especialização do profissional neurologista ou neurologista infantil, com a finalidade de torná-lo capaz de participar do desenvolvimento e da promoção da saúde no Brasil, tornando-o apto a executar atividades que possibilitem a continuidade de sua formação e especialização, e que o capacitem a realizar ações críticas e reflexivas.

Criado em 15 de junho de 1971, o Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Medicina (Neurologia) da FMRP-USP é o mais antigo da área no País.

O Programa reúne docentes com formação em áreas especializadas da Neurologia e da Neurociências, a maioria em tempo integral. A atividade conjunta desses docentes resulta na realização de investigações clínicas e do estudo dos mecanismos das doenças, capacitando alunos de iniciação científica, mestrandos, doutorandos e pós-doutorandos, promovendo, assim, maior produtividade científica.

O perfil do Programa de Pós-Graduação em Nutrição e Metabolismo (PPGNM) segue a vocação da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto na formação de pesquisadores altamente treinados em desenvolver pesquisa para a ampliação do conhecimento e consequente atendimento dos problemas de saúde, das pessoas e da comunidade. A Faculdade, seu Hospital das Clínicas e instituições conveniadas reúnem excelentes condições para esta formação, com ênfase em Nutrição Clínica.

Este PPGNM busca o fortalecimento científico e tecnológico da Nutrição pela FMRP-USP, assim como agregar grupos de pesquisadores de diferentes profissões que já apresentam expressiva produção científica e tecnológica na área de Nutrição e Metabolismo, bem como a ampliação de possibilidades da Nutrição dentro da Universidade de São Paulo, permitindo assim o desenvolvimento de pesquisadores de alto poder crítico e competitivo na área.

http://pgnutri.fmrp.usp.br

Com tendência multidisciplinar, as linhas de pesquisa de nosso PPG se distribuem em duas áreas de concentração: 1. Mecanismos Fisopatológicos dos sistemas Visual e Audiovestibular e 2. Morfofisiologia das Estruturas Faciais. A multidisciplinaridade continua sendo contemplada por professores e alunos e pode ser verificada em diversas temáticas presentes em diversas linhas de pesquisa abrangidas pelo PPG, tais como: mecanismos fisiopatológicos dos sistemas visual e audio-vestibular, estudo anatomo-molecular nas neoplasias de cabeça e pescoço e estudo antropométrico e morfofuncional do complexo cérvico-craniofacial.

Nosso programa apresenta um número crescente de acordos de cooperação internacional, incluindo a Universidade de Cincinnati nos E.U.A., Universidade de Salamanca na Espanha e com as Universidades do Porto e do Minho em Portugal e, recentemente, a Flinders University na Austrália, Columbia University – NY e a Duke University – NC nos EUA.

Objetivos

Objetivo geral: formar pessoal de alto nível em mestrado e doutorado para atuar nas áreas de oncologia, células-tronco e terapia celular, nos setores acadêmicos, produtivos e públicos. 

Objetivos Específicos:

  1. Desenvolver no pós-graduando habilidades em Oncologia Clínica e nas áreas de Terapia Celular e Células-tronco;
  2. Desenvolver a análise crítica do pós-graduando, envolvendo redação científica, treino argumentativo, técnicas de comunicação e pedagogia;
  3. Promover atividades relacionadas ao empreendedorismo, geração de produtos e patentes; 
  4. Oferecer atividades multidisciplinares para propiciar formação ampla no tema;
  5. Incentivar a divulgação dos resultados alcançados em eventos específicos e em revistas especializadas;
  6. Formar especialistas e líderes na temática em questão; 
  7. Formar pessoal de alto nível para atuar em Oncologia Clínica, Células-Tronco e Terapia Celular tanto no campo acadêmico como do setor produtivo e governamental.

https://sites.usp.br/pgonco/

O Programa de Pós-graduação em Patologia foi instituído em 1977 com o objetivo de formar docentes qualificados para o Ensino de Patologia e pesquisadores, em nível de Mestrado, e investigadores, principalmente no Doutorado. No entanto, dadas às características próprias da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto – USP e do próprio Departamento de Patologia e Medicina Legal, cujos docentes sempre compuseram a maior parte dos professores credenciados pela Área, ambas as atividades de formação docente e pesquisa fluíram simultaneamente, resultando em Dissertações e Teses de alto nível.

A partir de 1994, o Programa passou a contar com duas opções: Patologia Humana e Patologia Experimental. A primeira destinada a médicos patologistas e a segunda a demais médicos e a não médicos com formação em área biológica, desde que tivessem cursado a disciplina Patologia Geral na graduação. Com a opção Patologia Experimental, iniciou-se um novo momento, ampliando-se e diversificando-se não apenas os ingressos como também as linhas de pesquisa.

O Programa está organizado em duas Áreas de Concentração (AC) – Fisioterapia e Educação Física, cada qual organizada em Linhas de Pesquisa (LP), com projetos de pesquisa e projetos de extensão à comunidade, sempre focados no tema Reabilitação e Desempenho Funcional, com vocação multiprofissional, em constante reflexão para possibilidades de expansão futura, agregando outros profissionais da saúde (Educadores Físicos, Fonoaudiólogos e Terapeutas Ocupacionais), que pudessem consolidar novas áreas de interesse.

As Linhas de Pesquisa (LP) buscam a aproximação com a área de formação profissional, relacionando-se com a prática clínica e a pesquisa clínica e experimental.

O Programa de Pós-Graduação em Pediatria da FMRP-USP, oferecido originalmente a médicos pediatras, foi reestruturado em 2005, para possibilitar a participação de profissionais de diferentes áreas do conhecimento que atuam com crianças e adolescentes. Nessa reestruturação, que possibilitou a inclusão de não pediatras e não médicos, o programa passou a ser denominado Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente.

O Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e do Adolescente da FMRP-USP oferece cursos de Mestrado, Doutorado e Doutorado Direto, em duas áreas de concentração:

– Pediatria: para médicos pediatras.

– Saúde da Criança e do Adolescente: para médicos não pediatras e profissionais não médicos, cujo interesse investigativo envolva a área da saúde da criança e do adolescente, incluindo biólogos, biomédicos, educadores físicos, enfermeiros, farmacêuticos, fisioterapeutas, informatas biomédicos, nutricionistas, odontólogos, psicólogos, terapeutas ocupacionais e outros.

Os orientadores do Programa são docentes das diversas especialidades pediátricas, a maioria em Regime de Dedicação Integral ao Ensino e à Pesquisa. Uma característica marcante do Programa é a grande capacidade de interação dos diferentes orientadores entre si, além da interação com orientadores de outros programas, dentro e fora da FMRP e da USP. Neste contexto, destacam-se as pesquisas translacionais que têm sido desenvolvidas em parceria com pesquisadores das ciências básicas, com o objetivo de elucidar aspectos fisiopatológicos de diversas doenças, visando à descoberta de novos agentes terapêuticos.

http://pgsca.fmrp.usp.br/

O objetivo geral do programa é formar pesquisadores capacitados a conduzir projetos de pesquisa, e treiná-los em linhas de investigação voltadas para a identificação e controle de fatores de risco, condições de vulnerabilidade biológica e psicossocial, além da fisiopatogenia dos transtornos psiquiátricos.

Tendo como referência o adoecimento, a proposta contempla a prevenção, através de uma perspectiva evolutiva dos transtornos mentais e do estudo de processos fundamentais das manifestações psicopatológicas.

O Programa foi criado em 1971, com a denominação de “Pós-Graduação em Medicina Preventiva”, atendendo exclusivamente a médicos. A partir do ano 2000, o Programa passou por uma reformulação, tornou-se multiprofissional e passou a se chamar “Pós-Graduação em Saúde na Comunidade”, refletindo sua estreita ligação com a nascente Estratégia Saúde da Família.

Em 2018, o Programa amplia seu foco de atuação, em consonância com os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável propostos pelas Nações Unidas, e passa a se chamar “Pós-Graduação em Saúde Pública”. Desde sua criação, possui vinculação com o Departamento de Medicina Social (DMS) da FMRP–USP.